Demi Lovato é tão real quanto eles vêm.

A cantora de “Sorry Not Sorry”, de 24 anos, jogou com Elvis Duran, como parte dos desafios de etiquetas do iHeartRadio com o ZICO Coconut Water, o podcast quinzenal onde as estrelas discutem como percebem seus próprios rótulos, desafios que enfrentaram e suas idiossincrasias. Durante a conversa, ela abriu sobre a marca que ela deseja e que seja deixado em suas costas e marcado para sempre.

“Eu acho que quando as pessoas se referem a mim como bipolar, é algo que é verdade – eu sou bipolar – mas não gosto que ad pessoas usem isso como rótulo”, diz ela. “É algo que eu tenho, não quem eu sou”.

Em vez disso, ela procura estabelecer um rótulo mais favorável e encorajador para si mesma – como “ativista”.

Em 2011, com história de abuso de substâncias , distúrbios alimentares e automedicação, Lovato entrou em tratamento, onde foi diagnosticada com transtorno bipolar. E desde então, ela tem sido extremamente vocal sobre viver com uma doença mental e sua jornada através da recuperação, “porque é algo com o qual sou muito apaixonada”.

Objects in this picture may seem bigger than they actually are……

A post shared by Demi Lovato (@ddlovato) on

“Eu acho muito importante que as pessoas aumentem a importância da saúde mental, porque é algo que é tão tabu para falar”, diz ela sobre a adição de sua voz à conversa, especialmente quando se trata do tema dos direitos dos transexuais. “Quanto mais pessoas sabem sobre isso, mais pessoas vão conseguir encontrar soluções para o que estão passando”.

Em 20 de julho, o mundo perdeu mais um ícone de rock – o líder do Linkin ParkChester Bennington – depois de sua longa luta com saúde mental, Lovato diz que seus tempos como esses quando encoraja fortemente as pessoas a “falarem”.

“É uma situação muito infeliz e me sinto terrível com os amigos e a família de [Bennington’s], mas sei que talvez isso levante o tópico para conversar sobre doenças mentais e saúde mental e ajudar alguém”, diz ela.

Ela continua: “É importante falar sobre as coisas em que você acredita, porque sua voz será ouvida, independentemente da posição em que você estiver. Eu simplesmente estou em uma posição em que mais pessoas ouviriam minha voz do que eles teriam 10-15 anos atrás, então eu uso minha voz para fazer mais do que simplesmente cantar”.

Com o lançamento de um novo álbum “no final deste ano”, Lovato acredita que é muito importante usar sua poderosa voz para criar faixas que seus fãs possam se relacionar.

“[Se] está em uma situação em que eles precisam se elevar acima de qualquer negatividade que eles tenham ocorrido em sua vida ou se é para atravessar um desgosto ou se é para fazer uma lembrança de se apaixonar – acho que é apenas importante para criar música e ser tão honesto e real quanto possível”.

Fonte: People
Tradução e adaptação: Equipe Portal Demi